Na leitura comentada por Mons. João S. Clá Dias, vemos mais uma vez a manifestação da misericórdia de Deus, que enviou o profeta Jonas à cidade de Nínive a fim de evitar um castigo.

Homilía de Mons. João Clá Dias na Igreja de Nossa Senhora do Rosario

É sobre a bondade trazida por Cristo, mediador da Nova Aliança, que faz menção a belíssima leitura deste dia, comentada por Mons. João S. Clá Dias.

Importantes personalidades brasileiras são entrevistadas pela TV Arautos, no 33º aniversario do falecimento de São Josemaria Escrivá de Balaguer

.
São Paulo
, (TV Arautos).- Para o vigário regional da Opus Dei no Brasil, Monsenhor Vicente Ancona López, o fato de São Josemaria ter arrebatado um grande rebanho para a Igreja Católica e mostrar que é possível colocar Deus nas coisas que fazemos no nosso dia-a-dia, tornou o processo de canonização mais rápido.
“Os mil sacerdotes que havia no Opus Dei naquela época não era o mais importante porque havia já 60 mil leigos, muitos vivendo o celibato apostólico, outros no matrimônio mas todos empenhados em serem santos. Então era um resultado muito tangível da eficácia da vida dele. Também ele era muito conhecido no meio do clero e naquela altura, todos os processos de beatificação tinham outro procedimento e os bispos pediam, solicitavam através de cartas postulatórias e o papa Paulo VI  recebeu entre 800 e 900 cartas postulatórias de dois ou três mil bispos que haviam na Igreja naquela época e era um número realmente muito expressivo. Isso deu um impulso inicial muito grande ao processo de santificação. A Santa Sé estudou com enorme cuidado e realmente teve um desenvolvimento mais ou menos rápido”, explica  Monsenhor Ancona.
Dom Odilo Pedro Scherer, arcebispo de São Paulo, ressaltou o trabalho evangelizador que São Josemaria realizou durante a vida sacerdotal. “É uma necessidade muito premente da Igreja dos nossos tempos de permear com sua presença, através da presença dos leigos sobretudo, a sociedade, as estruturas de vida, de organização da sociedade e a santificação da vida diária, a santificação dos ambientes através da presença dos cristãos. Por isso ele teve também muito êxito e sinal da benção de Deus para esta obra e essa iniciativa que continua a produzir frutos bastante importantes para a Igreja”, concluiu o arcebispo.
jurista Yves Gandra Martins que é consultor em bioética da CNBB comentou que São Josemaria Escrivá deixou um legado muito grande. “Ele mostrou que qualquer pessoa pode se santificar através do seu trabalho ordinário. A grande mensagem de São Josemaria Escriva foi mostrar que nós podemos, dentro do mundo, vivendo e fazendo rigorosamente o que todas as pessoas fazem; santificarmos no trabalho ordinário”.Por último o jornalista e escritor Carlos Alberto de Franco afirmou “É uma mensagem atual porque no fundo, o cristianismo e a Igreja vão-se construíndo em grande parte, através do trabalho humano, um trabalho humano bem feito,  feito com seriedade, feito com retidão de intenção, quer dizer, um trabalho que se oferece a Deus, tem um valor transcendente, um valor imenso”.

 

 

Você não ficaria profundamente entristecido se tirassem à Virgem Mãe Aparecida o título de Padroeira do Brasil?
É claro que sim! Nossa Senhora Aparecida está no coração de todos os brasileiros. É a Ela que recorremos nas horas de dificuldade e a Ela dirigimos nosso reconhecimento nos momentos de alegria.
Seria, mesmo, uma grande ingratidão para com a Mãe de Deus que o Brasil deixasse de tê-la como Mãe e Padroeira. Não é verdade que até nos sentiríamos órfãos? Mas é o que está a ponto de acontecer, se você não atuar com rapidez.
Um projeto de lei (n. 2623/2007), de autoria do deputado Victorio Galli, que está tramitando na Câmara de Deputados, vai retirar a Nossa Senhora Aparecida o afetuoso título de Padroeira do Brasil, do qual todos nós nos orgulhamos.

Você vai permitir que isso aconteça?

Temos de defender a Padroeira do Brasil!
É preciso enviar, quanto antes, milhões de mensagens à Câmara de Deputadospedindo que esse infeliz projeto de lei não seja aprovado, por ofender a Mãe de Deus e ferir a fundo os sentimentos religiosos dos brasileiros.
Para fazer chegar sua mensagem à Câmara dos Deputados, basta clicar abaixo, no lugar indicado , e escrever seu nome e endereço de e-mail. Será enviado, imediatamente, um e-mail ao relator do projeto, deputado Atila Lira, manifestando seu desejo de que Nossa Senhora Aparecida continue sendo a Padroeira do Brasil.
Ajude a ampliar esta iniciativa enviando esta página a todos os seus amigos e conhecidos.

Clique aqui para enviar seu email
Copyright© Associação Católica Nossa Senhora de Fátima 2008.


Se alguém quer ler bons artigos, pode visitar o novo site do Pe. João S. Clá Dias www.joaocladias.org.br, ou assinar o sistema de RSS com que este site conta.

Agregue a seu administrador de noticias este URL http://www.joaocladias.org.br/Rss/artigos/Rss.xml

TV Arautos do Evangelho

A nova iniciativa dos Arautos do Evangelho, TV Arautos, inicia sua programação com a cerimônia de Dedicação da Igreja de Nossa Senhora do Rosário.
A página de abertura são as palavras do fundador, Pe. João Clá Dias, EP.

Feliz iniciativa!!!
http://www.tv.arautos.org.br

Arautos do Evangelho em Moçambique

A florescente comunidade dos Arautos do Evangelho em Moçambique continua a se expandir, levando a Boa Nova aos variados rincões desse país africano, em atividades sempre fundamentadas na oração e na vida interior.

Carências materiais não são obstáculos: em qualquer lugar onde haja almas a serem evangelizadas, aí atuam os arautos – sejam os de vida comunitária, sejam os Cooperadores – a fim de unir e expandir o rebanho de Cristo.

Por ocasião do Natal e mudança de ano, os Arautos receberam com alegria a visita de um presbítero missionário procedente do Brasil, que pela segunda vez chegava às terras africanas: era ele portador de objetos de piedade e mantimentos enviados por brasileiros que se sensibilizaram com as necessidades materiais e com o zelo apostólico reinantes nessa fervorosa comunidade, e quiseram contribuir para que suas alegrias natalinas cruzassem o Atlântico e chegassem ao Índico.

Comemorando o nascimento do Menino Deus, os Arautos participaram da Santa Missa da Vigília do Natal – missa do galo – após o que todos reuniram-se para ouvir a saudação gravada pelo Pe. João Scognamiglio Clá Dias (Presidente Geral dos Arautos do Evangelho), o que se seguiu da entrega de presentes: terços feitos com pedras do Brasil, além de outros objetos. A contagiante alegria levou os jovens às danças típicas, forma pitoresca de transmitir o agradecimento em meio a cantos folclóricos nos idiomas locais ao memo tempo em que saudavam a Sagrada Família pelo nascimento do Redentor.

Panetones, sorvetes e outras iguarias nunca antes saboreadas complementaram o festivo ambiente em relação ao qual bem se poderiam repetir as palavras associadas aos primeiros cristãos no Império Romano: vêde como eles se amam!

Escreve o sacerdote, em meio à intensa atividade do ministério que exerce: A viagem transcorreu bem… O encontro do mar com o deserto na Namíbia, em plena aurora, foi realmente bonito… Em terras de missão não há tempo para chorar… Já no dia da chegada houve uma procissão de uma Casa dos Arautos à outra, feitas pelos Cooperadores: eles queriam trazer algumas prendas para o fim do ano… Isso foi acompanhado pela banda dos arautos, com direito a discursos e tudo. Só a alegria deles é que sobrepassa as dificuldades… Aqui o Natal é mais conhecido como o dia da família: em ambientes católicos pode-se ouvir músicas natalinas como Noite Feliz… O senhor não consegue imaginar a alegria deles: cânticos, danças e mais cânticos…